Reservas Condições Contacto Quem somos
Hotéis
Reserve seu Hotel
 
Serviço de Atendimento Cliente
Conhecemos todos os Hotéis
Que é o que procuras? Chame-nos
210020021/707780022  
Ligamos para Você
Segunda a Sexta (08:30-19:30) - Sábados (08:30-12:30)
Siga-nos    
 
PROCURAR HOTEL
HOTÉIS Algarve Leiria Viana Lisboa Setúbal Aveiro Porto Coimbra Braga
 
ESPECIAIS Termas e SPATudo IncluídoFamíliasApartamentos1ª LinhaGruposGuias
 
 
 
Guias de Viagem

Alojamentos


Reservas de Hotéis

CENTRAL DE RESERVAS
210020021/707780022


Caminha

Gosto   Facebook Twitter
Reserve seu Hotel em Caminha

O município de Caminha está situado no Norte do País, no Distrito de Viana do Castelo, comunicado com Espanha por ferry-boat na desembocadura do Rio Minho. O centro histórico Medieval se adorna durante a celebração da Feira Franca. Ao longo da costa atlântica, lugares como Moledo e Vila Praia de Âncora concentram os serviços turísticos.

HISTORIA CAMINHA


A cidade de Caminha tem nas suas costas uma longa história, foi encontrado vestígios de civilizações pertencentes a diferentes épocas, ainda que a mais significativa é a cultura Castreja, ainda presente no formato de algumas casas. Durante a ocupação romana se fortifica e se constroem numerosas vias e monumentos.

Caminha foi uma vila de pescadores situada em uma zona de grande importância para o controle do comércio de metais que circulavam pelo rio Minho. No ano de 1060 se converte na Sede do Condado de Caput Mini.

Sua situação estratégica frente as lutas com Espanha leva a D. Dinis a reforçar a defesa e fortificação desta zona. No ano de 1284 à foi concedida o seu primeiro Foral.

No ano de 1371 se cria o Condado de Caminha e em 1390 se lhe concede o privilégio de ser Povo Franco, a partir deste momento a população experimenta um grau de desenvolvimento que potencia o comércio e sua função portuária.

Caminha foi um porto de grande importância até o século XVI, actualmente serve para comunicar-se com Espanha através de um ferry. Em 1512 D. Manuel outorga a vila um novo Foral. No decorrer do século XVII se realizam construções de defesa exterior.

No começo do século XIX, durante a segunda invasão francesa, Caminha vive um doce momento, graças a ajuda da população as tropas francesas não conseguiram invadir a cidade.

Caminha se encontra na desembocadura do Rio Minho, sua ampla oferta do mar, rio e uma exuberante natureza a converteu em um lugar de atracção durante a época estival. O desenvolvimento económico propiciado nos últimos anos pelo turismo supôs a criação e desenvolvimento de amplas infra-estruturas e uma melhora notável da qualidade de vida do seu povo.

O visitante poderá desfrutar das suas praias, visitar a Ilha de Ínsua e passear pelos numerosos cantos de grande interesse arquitectónico e cultural que lembram a sua história e tradições.

PASSEIO TURISTICO CAMINHA


Igreja Matriz A Igreja Matriz de Caminha, também conhecida como Igreja de Nossa Senhora da Assunção, foi levantada na época de D. Manuel no Largo da Matriz, Rua Direita. É um templo do século XV de arquitectura gótica e decoração manuelina e renascentista. Graças a suas grandes proporções é considerada como o símbolo de Caminha e da fé de seus habitantes. No seu interior destaca-se o elaborado teto de carpintaria mudéjar.


Fortaleza de Caminha A Fortaleza de Caminha foi mandada construir por D. João IV no ano de 1650 para a defesa da população. É uma fortaleza militar situada nos arredores da Igreja Matriz e nas suas origens foi utilizada como Praça de Armas.


Rua Direita A Rua Direita é a rua mais representativa da cidade de Caminha, com ruas estreitas e edifícios e monumentos arquitetónicos muito interessantes. Sua ampla variedade de bares e restaurantes a convertem na principal zona de animação nocturna da população, sendo sua agitação uma das mais famosas do Norte de Portugal.


Igreja da Misericórdia A Igreja da Misericórdia foi construída no século XVI na Rua de São João, Largo Calouste Gulbenkian. É um templo de planta longitudinal com uma só nave e capela-mor mais estreita que combina os estilos renascentistas e barroco. No seu interior, decorado com talha dourada do século XVIII, se destaca sua imagem situada em um dos seus altares de Santa Rita de Cássia, padroeira de Caminha.


Biblioteca e Museu Municipal A Biblioteca e o Museu Municipal de Caminha estão localizados em um edifício do século XVIII situado na Travessa do Tribunal. No museu estão expostos numerosos restos arqueológicos encontrados nos arredores do Concelho, com salas dedicadas a pré-história, romanização e a cultura castreja. Também conta com uma colecção etnográfica, onde se mostram os materiais e utensílios nas actividades pesqueiras e na agricultura, uma colecção do vestuário regional e um conjunto valioso de arte sacra. O acesso a biblioteca se faz através de um jardim decorado com esculturas de granito, peças de cerâmica e painéis de azulejos.


Paços do Concelho O Paços do Concelho situa-se no centro da cidade. Sua construção se iniciou no ano de 1920 e durante os anos 50 sofreu numerosas reconstruções. Sua fachada destaca-se por seus portais com arcos e pelas varandas de ferro do seu primeiro andar. Por sua grandiosidade é um dos edifícios mais característicos de todo o Concelho.


Torre do Relógio A Torre do Relógio é a única torre que se conserva do recinto amuralhado do Castelo de Caminha, é uma das principais portas da Vila, conhecida como Porta da Viana por ser a saída até a população de Viana do Castelo. Está situada na Praça Conselheiro Silva Torres, Rua Ricardo Joaquim de Sousa. É uma torre almenara que tem um relógio em sua fachada que lhe dá o nome, na parte superior com um sino, acabada em forma de pirâmide.


Forte da Ínsua - Moledo O Forte da Ínsua é uma fortaleza militar situada na pequena Ilha de Ínsua, a 200 metros da costa, junto a desembocadura do Rio Minho, na Praia de Moledo. Foi mandada edificar por D. Diogo de Lima a meados do século XVIII para defender-se dos contínuos ataques durante as guerras com Espanha e das frequentes invasões piratas do Convento e da Igreja de Nossa Senhora da Ínsua, já existentes na ilha. Se conserva em bom estado.


Forte da Lagarteira - Vila Praia de Âncora O Forte da Lagarteira é uma fortaleza militar de planta estrelada situada na Praia de Vila Praia de Âncora, na zona do porto, na Avenida Dr. Ramos Pereira. Foi construído no século XVII durante a Guerra da Restauração por ordem de D. Pedro II. Se conserva em bom estado.


Santuário de São João de Arga - São João de Arga - O Santuário de São João de Arga está situado na população de Arga de São João, no alto de uma montanha que pertence a Serra de Arga. O Santuário está formado por uma igreja do século XIII e dois albergues.


Festival Vilar de Mouros - Vilar de Mouros - O Festival de Vilar de Mouros é considerado como um dos festivais de música mais antigo de Portugal. Se celebra no mês de Julho na aldeia de Vilar de Mouros, a escassos 3 quilómetros de Caminha, em uma cena incomparável, rodeado de árvores e banhado pelo Rio Coura. Numerosas bandas de pop e rock, tanto nacionais como internacionais, já tocaram nos palcos do festival, que contam cada ano com mais afluência. Conta com um museu onde se expõe todo o tipo de materiais relacionados com o festival, destacando os quadros pintados por músicos que passaram pelo local.

MAPA CAMINHA



AVIAJES TRAVEL CLUB
Quere ser sócio?

ANDROID APP
OS   +   PROCURADOS
Hotel Porta do Sol ****
(Caminha)
Hotel Porta do Sol
A partir de 73,93 €/Noite
Hotel Meira ****
(Caminha)
Hotel Meira
A partir de 29,00 €/Noite
Hotel Design & Wine ****
(Caminha)
A partir de 72,79 €/Noite
Serviço de Atendimento Cliente
 Conhecemos todos os Hotéis Que é o que procuras? Chame-nos

210020021/707780022
Segunda a Sexta (08:30-19:30) - Sábados (08:30-12:30) 
¿Por que somos sua Central de Reservas?
Idiomas: Español | English | Français | Deustch | Português | Italiano | Nederlands
Central Hotelera Hotelalia S.L. CIF:B-15899123 Inscrita no Rexistro Mercantil, Tomo 2755, Seção Geral, Folio 41, Folha C-31659